terça-feira, 30 de julho de 2013

Reunião estabelece parcerias com a Força Nacional no Vergel do Lago

   A equipe do Ministério Público Comunitário reuniu-se, na última quarta-feira, dia 24 de julho, com integrantes do Programa “Força na Comunidade” desenvolvido pela Força Nacional e parceria com o SENAC, com o objetivo de elaborar uma estratégia para realização de ações que fortaleçam o diálogo e a integração com a comunidade do Vergel do Lago. 
   O Programa “Força na Comunidade” já vem sendo executado em diversas comunidades no país, visando desenvolver novas potencialidades em moradores de territórios que se encontram em condições de desvantagem social, para que eles próprios possam interferir na realidade local, melhorando o meio ambiente onde vivem. 
  Participaram do encontro o Promotor de Justiça Cláudio Malta, coordenador do MP Comunitário; a equipe técnica interdisciplinar do programa; os mediadores comunitários de conflito; o Major Paulo Anselmo, do Ministério da Justiça; o Tenente William Borges, coordenador da Força na Comunidade; os Sargentos Alzemir Palma e Antônio Nivau da Força Nacional.
  O Promotor Cláudio Malta apresentou os eixos estratégicos do MP comunitário, quais sejam:  Mediação de Conflitos, Animação de redes sociais, através da Educação para os Direitos  e Terapia Comunitária e a criação do Observatório de Cidadania. Os integrantes da Força Nacional expuseram as ações que são desenvolvidas com o intuito de aproximar os órgãos de Segurança Pública às comunidades em desvantagem social. Mostrou ainda que a implantação do Programa “Força da Comunidade” vem realizando diversas atividades socio-educativas nas comunidades, tais como: palestras nas escolas sobre prevenção à drogas, violência, DST Aids, etc., além da implantação de variados cursos profissionalizantes em parceria com o SENAC. 

quarta-feira, 17 de julho de 2013

V Oficina de Formação Continuada em Mediação Comunitária de Conflitos do MP Comunitário discute sobre a Ética na Mediação


No último dia 12 de julho de 2013, aconteceu a V Oficina de Formação Continuada em Mediação Comunitária de Conflitos: “Cuidando do Mediador”.  O evento teve como objetivo promover uma reflexão sobre a ética enquanto dimensão indissociável da Mediação de Conflitos.
A abertura do evento contou com uma aula de dança, ministrada pelo professor Marcos André da Silva, enquanto momento de preparação e integração do grupo de mediadores comunitários. Logo em seguida, as técnicas de Psicologia e Serviço Social fizeram uma abordagem sobre a ética, enquanto construção sócio-histórica, e os princípios da mediação de conflitos.
As Oficinas de Formação Continuada acontecem todos os meses na sede no MP Comunitário e são facilitadas pela equipe técnica interdisciplinar do Programa, com o objetivo de contribuir para o processo constante de aperfeiçoamento dos saberes necessários ao trabalho do mediador. Esse processo é realizado após a Formação Inicial, com o intuito de assegurar um intercâmbio indissociável da teoria com a prática, promover uma reflexão crítica e estimular uma atitude investigativa sobre as múltiplas dimensões que envolvem a Mediação de Conflitos.
A constante preparação dos mediadores de conflitos é uma necessidade imprescindível ante a dinâmica do trabalho realizado, uma vez que os mediadores estão em contato direto com a realidade vivenciada na comunidade e precisam atualizar seus conhecimentos e aperfeiçoar suas habilidades de acordo com as demandas que vão surgindo no curso do processo.
Os mediadores de conflitos atuam diariamente na sede do Programa Ministério Público Comunitário atendendo os casos de conflitos existentes entre os moradores do Vergel do Lago e bairros adjacentes. As maiores demandas apresentadas estão relacionadas aos conflitos decorrentes de relações familiares, seguindo-se os conflitos decorrentes da relação de vizinhança. Os Mediadores de Conflitos contam diariamente com o apoio de uma secretaria que preta apoio operacional ao trabalho desenvolvido pelos mesmos e também com uma equipe técnica e estagiários, o que assegura maior qualidade e efetividade nas mediações realizadas.