sexta-feira, 31 de agosto de 2012

ABERTURA DO 1º CURSO DE MEDIAÇÃO DE CONFLITOS

  A Mediação de Conflitos é uma técnica de caráter informal que administra problemas na comunidade com a ajuda de um mediador, buscando a pacificação. A Mediação auxilia os participantes a estabelecer um diálogo orientado para o consenso, eliminando as tensões que envolvem os conflitos e facilitando o entendimento comun. Em busca de melhorar o convívio e estabelecer um ambiente de solidariedade, a técnica orienta o público no acesso à Justiça e às políticas públicas, na conscientização de direitos e no exercício da cidadania.

  A mediação também promove maior responsabilidade e participação de moradores na prevenção e gestão dos seus próprios conflitos, de modo a abrir novos caminhos para uma transformação sociocultural na comunidade. É com essa finalidade que o curso se destina a formar Agentes Mediadores de Conflito para atuar no programa Ministério Público Comunitário.

  A ABERTURA DO 1º CURSO DE MEDIAÇÃO COMUNITÁRIA DE CONFLITOS contará com a participação do IGDS - Instituto Girassol de Desenvolvimento Social e de todos os parceiros envolvidos na proposta. O evento será aberto para a comunidade e se destina à formação da primeira turma de mediadores de conflito do Programa MP Comunitário no Bairro Vergel do Lago - Maceió. 

sábado, 18 de agosto de 2012

POLITÓLOGO CATALÃO (Espanha) VISITA O MP COMUNITÁRIO – VERGEL DO LAGO


O Politólogo Catalão Marçal Ferré visitou nesta terça feira, dia 14 de agosto o Programa MP Comunitário, onde participou de um “Diálogo” com representantes do Bairro Vergel do Lago. Marçal aproveitou a oportunidade para falar sobre o Movimento 15 – M, iniciado em 15 de Maio de 2011 com uma marcha de protesto em todas as cidades do estado espanhol para pedir uma democracia real.

O Movimento M – 15 promoveu a ocupação das praças das principais cidades por um pequeno grupo de pessoas inicialmente e se expandiu com a adesão de milhares de cidadaos espanhois, se tornando uma das mais expressivas manifestações da cidadania.

Segundo o Politólogo Catalão o M – 15 foi impulsionado pelo contexto da crise econômica, alto desemprego e deterioração das condições de vida da maioria das pessoas que decidiram sair do isolamento das lutas individuais e para enfrentá-los juntos, com entusiasmo coletivo. O Movimento vem influenciando a agenda política, o debate na mídia sobre os problemas da população, incentivando o surgimento de soluções de autogestão para superação de dificuldades que impedem o desenvolvimento e a criação de uma consciência dos interesses coletivos da população.

Durante a apresentação os participantes fizeram comparações e associações com o processo de luta coletiva que vem se iniciando através do Programa MP Comunitário – Vergel do Lago, onde a comunidade vem se organizando para desenvolver estratégias de mediação de conflitos, criação de redes solidárias e do observatório comunitário de cidadania.

Nesta mesma oportunidade o Programa recebeu a visita também da estudante de Direito do Rio de Janeiro, Isabel Brazil e ambos comentaram que visualizavam no programa uma importante oportunidade para a comunidade Vergel do Lago, uma vez que novas lideranças estavam sendo formadas e fortalecidas, através do conjunto de ações propostas. 

sábado, 11 de agosto de 2012

Visita ao Núcleo de Mediação MP Comunitário do Ceará

  A Parceria com o Ministério Público Comunitário do Ceará se intensificou ainda mais nesta ultima semana em decorrência da visita realizada ao Conselho Consultivo e Núcleo de Mediação Comunitária da Cidade de Caucaia no Ceará. A visita foi orientada pelo Promotor de Justiça Edson Landim, Coordenador do MP Comunitário do Ceará e pelos integrantes do Núcleo de Mediação de Jurema.
  A visita realizada se iniciou com a participação na audiência pública realizada pelo Conselho Consultivo que contou com a participação de representante da Superitendência de Transito e pelo Delegado de Polícia do 18º Distrito do Bairro Jurema, com o objetivo de debater os problemas que interferem no bem estar da comunidade.
  Na oportunidade o Mediador Comunitário Francisco Cirino destacou a importância do mediador na comunidade, afirmando que o Núcleo de Mediação de Jurema já completou 11 anos e reafirmou seu compromisso destacando que “a melhor forma de resolver os problemas é conversando. É conversando que as pessoas se entendem.” Durante a visita foi importante observar o funcionamento da rotina do Núcleo de Mediação Comunitária e os procedimentos adotados para alcançar os resultados. A coordenação e o grupo de mediadores na ocasião destacaram a efetividade do trabalho, apontando o êxito das mediações que no mês de julho alcançaram mais de 80 % de acordos firmados, provocando impactos muito positivos no Bairro.
  O Promotor de Justiça Edson Landim se disponibilizou a colaborar com a inplantação dos Núcleos de Mediação do Ministério Público de Alagoas, disponibilizando na oportunidade diversos materiais informativos e modelos de instrumentos de trabalho para serem utilizados durante a gestão do Programa em Alagoas.

VISITA AO PROJETO DE TERAPIA COMUNITÁRIA EM FORTALEZA



A Terapia Comunitária Integrativa "é um espaço comunitário onde se procura partilhar experiências de vida e sabedorias de forma horizontal e circular. Cada um torna-se terapeuta de si mesmo, a partir da escuta das histórias de vida que ali são relatadas. Todos tornam-se co-responsáveis na busca de soluções e superação dos desafios do cotidiano, em um ambiente acolhedor e caloroso".
A Terapia Comunitária é um instrumento que favorece a construção redes sociais solidárias de promoção da vida e mobilizar os recursos e as competências dos indivíduos, das famílias e das comunidades. Procura suscitar a dimensão terapêutica do próprio grupo valorizando a herança cultural dos nossos antepassados indígenas, africanos, europeus e orientais, bem como o saber produzido pela experiência de vida de cada um", como conceitua seu fundador o psiquiatra Adalberto Barreto.
As atividades formação realizadas se direcionam para capacitar agentes multiplicadores que possam atuar em suas comunidades e instituições, na perspectiva do reforço da auto-estima, pela valorização do auto-conhecimento como recurso de transformação pessoal e social.
A Terapia Comunitária pode ser um excelente instrumento para o trabalho que vem sendo realizado no MP Comunitário do Estado de Alagoas. Foi com esta perspectiva que no dia 09 de agosto foi realizada um visita na sede do Projeto Quatro Varas na Comunidade do Pirambu em Fortaleza, onde além da participação em uma sessão de Terapia Comunitária foi relaizado contato com a coordenação do projeto a fim de avaliar as possibilidades de realizar uma formação para lideranças comunitárias no Vergel do Lago.
Na ocasião foi comprado o livro que relata a trajetória do projeto e explica com detalhes como funciona esta importante estratégia de empoderamento, que já se encontra na Biblioteca do MP Comunitário – Unidade Vergel do Lago.


MP Comunitário participa do 1º Seminário de Mediação de Conflitos


O Ministério Público Comunitário de Alagoas esteve presente no 1º Seminário de Mediação de Conflitos promovido pela Secretaria da Paz do Estado de Alagoas, OAB e UFAL no dia 02 de agosto, no Auditório do SENAI.
O Seminário teve como tema: COMO ADMINISTRAR CONFLITOS na escola, na família e na comunidade e contou com a participação da Diretora de Mediação do CONIMA - Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem, professora Ana Luiza Izoldi  que proferiu a primeira palestra de abertura.
O encontro reuniu diversas instituições que atualmente trabalham com a mediação de conflitos no Estado de Alagoas e além da aprendizagem proporcionada possibilitou a aproximação e estabelecimento  de importantes parcerias para as instituições presentes. 

terça-feira, 7 de agosto de 2012

4º ENCONTRO COMUNITÁRIO - "DIÁLOGOS"

 O 4º Encontro Comunitário – Diálogos reuniu no último dia 03 de agosto representantes de organizações sociais e projetos comunitários na sede do Programa no Bairro Vergel do Lago. Além de apresentar as principais idéias e ações propostas, foi realizada ainda atividades de sensibilização e mobilização comunitária. 
 As organizações sociais presentes manifestaram irrestrito apoio para o desenvolvimento das ações propostas e se disponibilizaram a integrar o Programa. A articulação e mobilização de importantes instituições presentes no território vai assegurar a construção da ideia e a sua sustentabilidade. Por isso a efetivação dessas alianças estratégicas são tão importantes e a adesão das instituições representa o fortalecimento do trabalho que inicia.
 O encontro revelou ainda muitas dificuldades vivenciadas pelas ONGs para assegurar a realização das atividades continuadas em benefício da comunidade, em vista da precariedade estrutural e falta de apoio. Ficou evidenciado ainda a necessidade de maiores investimentos em capacitação e fortalecimento institucional, como condição para o desenvolvimento e a superação dos problemas no território. O Programa MP Comunitário prevê um conjunto de ações voltadas ao fortalecimento do tecido social, o que envolverá a participação direta das ONGs locais.
 O Encontro terminou com a apresentação do vídeo institucional preparado pela Base Comunitária da Polícia Militar, dando visibilidade às inúmeras ações desenvolvidas. 

MP Comunitário: Curso "MEDIATION AND THE JUDICIAL SYSTEM"


   Nos dias 6 a 8 de agosto o Ministério Público Comunitário de Alagoas estará participando do CURSO “MEDIATION AND THE JUDICIAL SYSTEM: PREVENÇÃO E SOLUÇÃO DE CONFLITOS”, promovido pela Unifor – Universidade de Fortaleza em parceria com a Columbia University.
O curso ministrado pela professora Alexandra Carter, diretora do Mediation Clinic Law School é voltado para juízes, advogados, defensores públicos, procuradores, promotores, servidores, gestores e demais profissionais interessados no desenvolvimento de habilidades para a mediação, visando a sua implementação de forma concreta em ambiente institucional ou comunitário.
   Durante o curso os profissionais entrarão em contato com mecanismos inovadores voltados para as relações interpessoais, meios presentes na mediação como forma eficaz de propiciar o diálogo, resgatando relações continuadas e reduzindo a litigiosidade entre as pessoas envolvidas.
   Vale ressaltar que a cada dia a mediação de conflitos se incorpora nas práticas das instituições e no sistema de Justiça, como importante alternativa que fortalece os indivíduos na administração dos problemas, resignificando questões e promovendo a pacificação social. Durante o curso serão realizadas diversas simulações de experiência e utilização de técnicas para melhor aproveitamento da mediação e obtenção de resultados concretos.
   As atividades formativas realizadas, exposições, debates e os importantes momentos de troca de informações e saberes, bem como a articulação interinstitucional relizados no decorrer do curso em muito somarão para o fortalecimento do Programa que se inicia no Ministério Público de Alagoas. Todo o material entregue durante o curso (apostilas, agenda, artigos, etc) estará disponível para consulta na sede do MP Comunitário – Unidade Vergel do Lago. 

3º ENCONTRO COMUNITÁRIO

 O MP Comunitário realizou no dia 02 de agosto o terceiro ENCONTRO COMUNITÁRIO "Diálogos" com a participação de representantes das Escolas situadas no Bairro Vergel do Lago. Durante o encontro foram apresentadas as ideias básicas do Programa que está sendo implantado, o que contou com a adesão de todos os participantes.
 Foi realizada apresentação com exposição dialógica onde os participantes puderam tirar dúvidas e fazer sugestões. Os encontros comunitários além de promover uma maior aproximação da comunidade, permite uma troca de informações e saberes que é essencial para construção inicial da proposta de trabalho. Na reunião representantes de escolas situadas no Bairro falaram sobre os principais problemas vivenciados pelas escolas e pela comunidade.   
 O programa mostrou como vai criar um contexto favorável para o desenvolvimento e fortalecimento das capacidades individuais e coletivas identificadas no Bairro, que deverão ser organizadas para superação das dificuldades.
 A participação dos professores e diretores de escolas foi muito importante porque amplia a participação das instituições parceiras. As escolas se constituem em alianças estratégicas para a efetivação do programa no ambiente comunitário. Foi verificado pelos participantes do encontro que muitos dos conflitos surgem no ambiente escolar e a falta de estratégias de enfrentamento vem ampliando a gravidade e a intensidade dos mesmos.